Delatores da Lava Jato vivem em mansões na Barra da Tijuca

Mansoes na Barra da Tijuca

Delatores da Lava Jato vivem em mansões na Barra da Tijuca

Delatores da Lava Jato vivem em mansões na Barra da Tijuca

Delatores da Lava Jato desfrutam de conforto e vivem até em mansões

 

Beneficiados com prisão domiciliar, delatores da Operação Lava Jato vivem vida de luxo. Alguns deles moram em condomínios com mansões avaliadas em até R$ 15 milhões, conforme revelou o “Fantástico”, da Rede Globo.

Esse é o caso do ex-diretor de abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa. Primeiro delator da Lava Jato, ele cumpre pena em um condomínio de luxo em Petrópolis. Segundo um corretor de imóveis, as casas no local são avaliadas entre R$ 1,7 milhão e R$ 15 milhões.

O ex-diretor divide as áreas comuns como piscina, quadra de tênis, saunas, academias com juízes, desembargadores e empresários. Ele também é autorizado a deixar o condomínio para prestar serviço comunitário em uma escola municipal.

Paulo Roberto – que relatou esquema de partilha das diretorias da estatal entre PT, PMDB e PP e denunciou que havia percentuais fixos de propina para os partidos – foi condenado a 20 anos de prisão. Ele pagou multa de R$ 10.944.520,66 e devolveu R$ 78.188.562,90.

O engenheiro e empresário Zwi Skornicki, que confessou pagar R$ 4 milhões em propina para o marqueteiro João Santana, foi condenado a 15 anos de prisão, mas após acordo de delação premiada vive em uma mansão na Barra da Tijuca. Ele também devolveu R$ 83.057.240,00, além de obras de arte.

 

Mansoes na Barra da Tijuca

Mansoes na Barra da Tijuca

 

Fonte: http://atarde.uol.com.br/politica/noticias/1854267-delatores-da-lava-jato-desfrutam-de-conforto-e-vivem-ate-em-mansoes

No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.